Advanced Consulting Line

Goiás terá R$ 1 bi do FCO este ano. Contratações poderão superar R$ 2 bilhões

04/01/2010

A previsão orçamentária inicial do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) para Goiás este ano é de R$ 1,013 bilhão, conforme dados do Ministério da Integração Nacional e do Banco do Brasil. Para toda a região Centro-Oeste, a previsão orçamentária do Fundo atinge R$ 3,496 milhões. Esses valores incluem os repasses orçamentários do governo federal e também os recebimentos dos investimentos feitos ao longo dos anos. A primeira reunião ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Estado (CDE/FCO) este ano, para análise de cartas-consulta de projetos a serem financiados com recursos do Fundo, está prevista para o dia 24 de fevereiro.

De acordo com o secretário do Planejamento e Desenvolvimento, Oton Nascimento Júnior, os valores projetos para este ano são bem maiores que os de 2009, quando, orçamentariamente, Goiás havia sido contemplado com apenas R$ 780 milhões. Porém, com os esforços desenvolvidos pelo governador Alcides Rodrigues juntamente com os segmentos empresariais de Goiás, foi possível aumentar os recursos do Fundo que, ao fim do ano, somaram quase R$ 1,3 bilhão. Desse modo, as contratações em 2009 atingiram cerca de R$ 1,5 bilhão, já que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) também disponibilizou crédito complementar para financiar projetos.

Meta de R$ 2 bilhões

Oton Nascimento projeta para este ano contratações superiores a R$ 2 bilhões. Isso porque além do volume de recursos do FCO ser orçamentariamente maior, também foi prorrogada até 30 de junho deste ano a linha de crédito Programa de Sustentação do Investimento (PSI), do BNDES, para financiamento de ativos fixos e bens de produção como máquinas e equipamentos. Como ocorre todos os anos, no fim de setembro é realizada a redistribuição dos recursos não-aplicados pelos Estados, o que acaba aumentando o montante de dinheiro para Goiás.

Para garantir a aplicação total dos recursos do FCO, mais o dinheiro disponibilizado pelo BNDES, o governo de Goiás, por meio da Seplan, em parceria com o Banco do Brasil e com o BNDES, continuará a realizar este ano as edições do Seminário Crédito para o Desenvolvimento, em diversos municípios de Goiás, para divulgar as linhas de crédito. O secretário-executivo de Conselhos do Estado, Ivan Marques, também irá se reunir com as entidades empresariais para mostrar a disponibilidade de recursos de modo a que os empreendedores se sintam estimulados a utilizar os recursos do FCO e do BNDES. Segundo Oton Nascimento, o empresariado goiano é ágil na busca dos recursos e o governo faz sua parte na divulgação e operacionalização dos créditos por meio do CDE.

Fonte: Seplan-GO



Av. Anhanguera no. 5.674 – Sala 1.002 – Setor Central – Goiânia-GO – Fone: (62) 3945-2874 – 3945-2879

www.aclconsultoriaeconomica.com.br

Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: Getec WebShow 2009