Advanced Consulting Line

Crédito do BNDES e redivisão de recursos do FCO atenderão demanda

A demanda reprimida por recursos do FCO para financiamentos de projetos produtivos poderá ser minimizada nos três últimos meses do ano com a oferta de uma nova linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que opera com taxas de juros muito atraentes, e também com novos aportes de recursos resultantes da redistribuição dos valores orçamentários do Fundo não aplicados pelos Estados do Centro-Oeste até 30 de setembro. Embora o Banco do Brasil ainda não tenha fechado o balanço das aplicações até setembro, há previsão de que Goiás deverá ter em torno de R$ 200 milhões do FCO para aplicar até o fim do ano.

Hoje (6/10), em reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado realizada no Palácio das Esmeraldas, os representantes do BNDES, Eduardo Reis Gonçalves e Joselito Bonifácio, explicaram como funciona o Programa de Sustentação de Investimentos (PSI), linha de crédito que será ofertada até dezembro deste ano e financia ativos como máquinas, tratores, equipamentos agrícolas e outros bens, além de empresas de inovação tecnológica e pré-embarque de produtos com alto valor agregado. Os juros variam de 4,5% a 6,5% ao ano, com carência de até 36 meses para iniciar o pagamento e prazo de até 120 meses para quitação do débito. O fator limitante é que os financiamentos só podem ser feitos por cooperativas, associações e empresas rurais com CNPJ. Em todas as linhas de crédito, o BNDES já fez empréstimos de R$ 3,4 bilhões para Goiás, com previsão de chegar a R$ 5 bilhões até o fim do ano.

O governador Alcides Rodrigues Filho, que participou da abertura da reunião, observou que essa nova linha de crédito é importante porque dá suporte ao crescimento econômico do Estado e alivia, em parte, a demanda por recursos do FCO, que teve perdas este ano em decorrência da redução de IPI concedida pelo governo federal para minimizar os efeitos da crise econômica no País. O governador também falou que o anúncio de crédito novo é uma resposta ao trabalho realizado pelo governo do Estado em parceria com o Fórum Empresarial de Goiás que, há meses tem lutado para aumentar a oferta de crédito, seja pelo FCO, seja por outros meios.

O secretário do Planejamento, Oton Nascimento Júnior, fez um balanço das aplicações do FCO nos últimos anos, saindo de R$ 552,55 milhões em 2004 para R$ 1,369 bilhão em 2008. Segundo ele, o aumento da demanda é resultado da intensa divulgação do Fundo em todas as regiões do Estado pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado e demais parceiros. Somente este ano, foram realizadas reuniões em 36 municípios. Com isso a demanda cresceu justamente no momento em que os recursos se tornaram mais escassos. Daí o acúmulo de projetos sem atendimento. Contudo, com a redistribuição dos recursos, será possível atender em parte os pedidos de financiamentos. Além disso, o complemento do PSI contribuirá para aliviar a situação.

Cartas-consulta

Na reunião do CDE/FCO no Palácio das Esmeraldas foram aprovadas 45 cartas-consulta de projetos do segmento empresarial, rural e integração rural. No total, foram aprovados investimentos de R$ 17,627 milhões, com geração prevista de 190 empregos diretos e 90 indiretos. A carta aprovada com maior valor individual foi da Isoeste Indústria e Comércio, para aquisição de máquinas, equipamentos e capital de giro, no valor de R$ 2,639 milhões.

Durante a reunião, o Banco do Brasil divulgou o valor total das contratações de janeiro a agosto deste ano em Goiás e nos demais Estados do Centro-Oeste. Em Goiás foram contratados R$ 719,150 milhões no período, o que significa que praticamente todo o orçamento do ano – de R$ 758,206 milhões – está esgotado. O segundo colocado na aplicação dos recursos foi Mato Grosso, cujas contratações atingiram R$ 627,511 milhões de um orçamento igual ao de Goiás.

Fonte: SEPLAN-GO



Av. Anhanguera no. 5.674 – Sala 1.002 – Setor Central – Goiânia-GO – Fone: (62) 3945-2874 – 3945-2879

www.aclconsultoriaeconomica.com.br

Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: Getec WebShow 2009